Bortolin exalta importância da AMM e alfineta longevidade de Neurilan

Início » Bortolin exalta importância da AMM e alfineta longevidade de Neurilan

O prefeito de Primavera do Leste e candidato à presidência da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Leonardo Bortolin, comentou durante entrevista ao podcast Tudo Menos Política, nesta semana, que pretende criar uma assessoria para captação de recursos para as prefeituras filiadas à entidade. O gestor municipal também comentou sobre a longevidade no cargo do atual presidente, Neurilan Fraga, e lembrou que o mesmo já não é mais prefeito há mais de cinco anos.

Léo Bortolin esteve no podcast nesta semana, onde comentou sobre seus planos para sua gestão na AMM, caso seja eleito no pleito que será realizado no próximo dia 2 de outubro. De acordo com o prefeito de Primavera do Leste, seu objetivo à frente da associação é trabalhar pelo desenvolvimento dos municípios e fazer com que eles possam, por exemplo, buscar recursos em ações do Governo Federal, o que não acontece atualmente, muitas vezes, por falta de uma assessoria técnica.

“A AMM é uma entidade que tem, na sua essência, o fortalecimento das boas práticas administrativas, para auxiliar a eficiência das prefeituras e dar condição aos municípios menores e mais desprovidos de recursos. Queremos levar para dentro da instituição pilares importantes, como uma assessoria só para trabalhar a captação de recursos junto à União. Muitas vezes estas cidades sequer possuem quadro técnico para poder auxiliar desde o cadastramento até a prestação de contas para receber estas verbas”, afirmou Bortolin.

Atualmente, municípios como Alta Floresta, Paranaíta, Pontes e Lacerda e Alto Araguaia estão fora da AMM. Quem também está desfiliada da associação é justamente o município que tinha Neurilan como prefeito: Nortelândia. O fato foi lembrado por Léo Bortolin, durante a entrevista, que destacou que pretende trabalhar para que as prefeituras que estão atualmente fora da AMM retornem em sua gestão.

“O Neurilan teve a oportunidade de ficar 10 anos à frente da entidade e acho que ele já contribuiu. Tudo na vida tem o começo, meio e o fim, e a vida é feita de ciclos. As pessoas precisam ter a chance de contribuir com a instituição. Nós, prefeitos, temos direito a uma reeleição, então porque o presidente da nossa associação pode tentar a quinta, sendo que está há cinco anos sem ser prefeito. O próprio município que ele era gestor, é desfiliado da AMM. Vamos trabalhar para que estes municípios voltem”, completou.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published.